pseudocisto do cérebro em recém-nascidos

A saúde do recém-nascido é a principal preocupação dos pais. O diagnóstico de "pseudocisto do cérebro" muitas vezes se torna um verdadeiro choque para a família. Neste artigo vamos falar sobre os pseudocistos cerebrais em crianças: as razões possíveis de desenvolvimento e tipos, bem como informá-lo sobre o que fazer se o seu bebê foi diagnosticado com pseudocisto.

O que é um pseudocisto?

Pseudocistos chamados tumores císticos no tecido cerebral, que estão localizados em áreas do mesmo bem definida: na fronteira da cabeça do núcleo caudado e o tálamo, nos corpos dos ventrículos laterais dos hemisférios ou perto dos ângulos laterais das partes do corno frontais dos hemisférios cerebrais. Muitas vezes pode ser ouvido que a diferença entre cistos e pseudocistos é a presença de uma camada epitelial interna. De fato, tal diferenciação é arbitrária, uma vez que o revestimento epitelial é mais frequentemente ausente nos cistos. Além disso, o método mais comum de diagnóstico de cistos e pseudocistos do cérebro é o diagnóstico por ultrassonografia. E este método raramente permite estudar minuciosamente a cavidade interna e as características das paredes do neoplasma. É impossível distinguir cistos de pseudo-cistos em forma ou tamanho - ambos podem ter aparência e tipo muito diferentes.

Assim, os pseudocistos do plexo vascular ou membranas de um recém-nascido, bem como qualquer outra neoplasia líquida ou cística do cérebro localizada nessas áreas, são pseudocistos.

Causas do desenvolvimento do pseudo-kist

Por via de regra, os pseudocistos ocorrem durante o período do desenvolvimento pré-natal. A causa mais comum de desenvolvimento é má circulação em algumas áreas do cérebro, hipoxia fetal ou hemorragia no cérebro (pseudocisto subependimal) no recém-nascido.

O risco de hipóxia fetal é aumentado se a mãe tiver doenças crônicas ou doenças infecciosas agudas, com esforço físico excessivo ou estresse.

Prever o pseudocisto do cérebro

A presença de formações císticas no próprio cérebro não é um sinal de anormalidades no trabalho do cérebro ou um indicador de defeitos mentais ou mentais. Muitas vezes os pseudocistos encontrados nos primeiros meses após o parto se dissolveram pseudocisto do plexo vascular em recém-nascidoso primeiro ano da vida de um bebê.

Se você suspeitar de um pseudocisto do cérebro, você precisa de um exame completo de um neurologista. Somente após um exame individual, o médico prescreverá um tratamento (medicamentos e procedimentos), bem como determinará a frequência necessária de exames. Pesquisas regulares proporcionam uma oportunidade para monitorar a dinâmica do desenvolvimento de neoplasias e regular o plano de tratamento de acordo com os resultados obtidos.

O tratamento oportuno e adequado permite evitar possíveis consequências negativas de ter pseudocistos (como cãibras, dores de cabeça).

Written by

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

+ 3 = 13

pseudocisto do cérebro em recém-nascidos

A saúde do recém-nascido é a principal preocupação dos pais. O diagnóstico de "pseudocisto do cérebro" muitas vezes se torna um verdadeiro choque para a família. Neste artigo vamos falar sobre os pseudocistos cerebrais em crianças: as razões possíveis de desenvolvimento e tipos, bem como informá-lo sobre o que fazer se o seu bebê foi diagnosticado com pseudocisto.

O que é um pseudocisto?

Pseudocistos chamados tumores císticos no tecido cerebral, que estão localizados em áreas do mesmo bem definida: na fronteira da cabeça do núcleo caudado e o tálamo, nos corpos dos ventrículos laterais dos hemisférios ou perto dos ângulos laterais das partes do corno frontais dos hemisférios cerebrais. Muitas vezes pode ser ouvido que a diferença entre cistos e pseudocistos é a presença de uma camada epitelial interna. De fato, tal diferenciação é arbitrária, uma vez que o revestimento epitelial é mais frequentemente ausente nos cistos. Além disso, o método mais comum de diagnóstico de cistos e pseudocistos do cérebro é o diagnóstico por ultrassonografia. E este método raramente permite estudar minuciosamente a cavidade interna e as características das paredes do neoplasma. É impossível distinguir cistos de pseudo-cistos em forma ou tamanho - ambos podem ter aparência e tipo muito diferentes.

Assim, os pseudocistos do plexo vascular ou membranas de um recém-nascido, bem como qualquer outra neoplasia líquida ou cística do cérebro localizada nessas áreas, são pseudocistos.

Causas do desenvolvimento do pseudo-kist

Por via de regra, os pseudocistos ocorrem durante o período do desenvolvimento pré-natal. A causa mais comum de desenvolvimento é má circulação em algumas áreas do cérebro, hipoxia fetal ou hemorragia no cérebro (pseudocisto subependimal) no recém-nascido.

O risco de hipóxia fetal é aumentado se a mãe tiver doenças crônicas ou doenças infecciosas agudas, com esforço físico excessivo ou estresse.

Prever o pseudocisto do cérebro

A presença de formações císticas no próprio cérebro não é um sinal de anormalidades no trabalho do cérebro ou um indicador de defeitos mentais ou mentais. Muitas vezes os pseudocistos encontrados nos primeiros meses após o parto se dissolveram pseudocisto do plexo vascular em recém-nascidoso primeiro ano da vida de um bebê.

Se você suspeitar de um pseudocisto do cérebro, você precisa de um exame completo de um neurologista. Somente após um exame individual, o médico prescreverá um tratamento (medicamentos e procedimentos), bem como determinará a frequência necessária de exames. Pesquisas regulares proporcionam uma oportunidade para monitorar a dinâmica do desenvolvimento de neoplasias e regular o plano de tratamento de acordo com os resultados obtidos.

O tratamento oportuno e adequado permite evitar possíveis consequências negativas de ter pseudocistos (como cãibras, dores de cabeça).

Written by

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

9 + 1 =