milho para amamentaçãoAlgumas proibições em relação à alimentação de uma mulher em amamentação parecem absurdas e ridículas. No entanto, as novas mães jovens e inexperientes concordam em seguir qualquer recomendação, apenas para não machucar o seu bebê.

Tomemos, por exemplo, o milho comum, que está na lista de proibições de especialistas "experientes", quase abaixo do primeiro número. Se realmente não pode ser comido por mulheres durante a lactação, ou é, firmemente entrincheirado na consciência de uma pessoa pós-soviética, um mito. Nós não faremos conclusões precipitadas, e tentaremos pesar todos os prós e contras.

Os benefícios do milho na amamentação

Para obter uma resposta exaustiva para a questão de saber se você pode comer milho durante a amamentação, você precisa entender que tipo de cereal é e quais são suas propriedades úteis.

Então, a partir do banco da escola, sabemos que o milho é uma cultura de cereais, que consiste principalmente de fibras. Também contém carboidratos complexos. Fibras e carboidratos são essenciais para que um corpo feminino enfraquecido no período pós-parto sature com energia, fortaleça os vasos sanguíneos e o músculo cardíaco.

E este é apenas o primeiro argumento a favor do milho durante a amamentação.

Em seguida, vitaminas. O milho é rico em vitaminas de grupos raros - é K, R, C, D, E, e também é um depósito de minerais e oligoelementos que têm um efeito benéfico no funcionamento do sistema circulatório, digestivo e nervoso da mãe e da criança.

Além disso, deve-se notar que o cereal não contém glúten, o que significa que não causará alergia ao bebê.

De todos os itens acima, a conclusão é óbvia, você pode comer milho durante a amamentação. Outra questão, de que forma e em que quantidade.

Milho enlatado e cozido durante a amamentação

A partir de dois a três meses, a nova mãe pode incluir milho cozido em sua dieta. É melhor começar com uma pequena quantidade consumida pela manhã. Mas mesmo que a reação negativa do corpo da criança não tenha sido seguida para chegar a extremos, não vale a pena. 2-3 espigas de milho jovem doce por semana - você pode comer jovem mãe com a amamentação sem medo para a saúde e bem-estar da criança.

Se depois de comer o cereal em forma cozida o bebê começou a cólica, então com a introdução deste produto é melhor esperar.

Na estação fria, o mingau de milho será uma alternativa ao milho cozido, embora não tão delicioso. É hipoalergênico e não contém glúten, a propósito deste mingau de seis meses pode ser introduzido para o bebê na atração. Uma mãe pode diversificar seu cardápio com este cereal quase imediatamente após o nascimento.

Um monte de disputas e dúvidas surgem sobre o tema, se o milho em lata para a amamentação. As opiniões neste caso são polares e bem fundamentadas.

Muitos especialistas no campo da pediatria e lactação estão confiantes de que o produto enlatado é mais útil do que cozido. Promove a produção de prolactina, correspondentemente aumenta a quantidade de leite materno. Deste ponto de vista, é aconselhável que as mulheres que amamentam adicionem grãos de milho enlatados a vários pratos, por exemplo, pode milho quando amamentaem saladas de legumes frescos, sopas e segundo pratos.

Outros, pelo contrário, estão convencidos de que o milho enlatado quando a lactação é perigosa para a saúde do bebê. Como muitos fabricantes inescrupulosos adicionam conservantes, intensificadores de sabor e outros aditivos prejudiciais à estrutura, que podem danificar seriamente um corpo pequeno e frágil. Além disso, eles proíbem categoricamente as mães de comer milho, que é vendido em latas. Uma vez que este último pode conter extremamente prejudicial e perigoso para a saúde da criança substância bisfenol A.

Written by

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

22 − = 14

milho para amamentaçãoAlgumas proibições em relação à alimentação de uma mulher em amamentação parecem absurdas e ridículas. No entanto, as novas mães jovens e inexperientes concordam em seguir qualquer recomendação, apenas para não machucar o seu bebê.

Tomemos, por exemplo, o milho comum, que está na lista de proibições de especialistas "experientes", quase abaixo do primeiro número. Se realmente não pode ser comido por mulheres durante a lactação, ou é, firmemente entrincheirado na consciência de uma pessoa pós-soviética, um mito. Nós não faremos conclusões precipitadas, e tentaremos pesar todos os prós e contras.

Os benefícios do milho na amamentação

Para obter uma resposta exaustiva para a questão de saber se você pode comer milho durante a amamentação, você precisa entender que tipo de cereal é e quais são suas propriedades úteis.

Então, a partir do banco da escola, sabemos que o milho é uma cultura de cereais, que consiste principalmente de fibras. Também contém carboidratos complexos. Fibras e carboidratos são essenciais para que um corpo feminino enfraquecido no período pós-parto sature com energia, fortaleça os vasos sanguíneos e o músculo cardíaco.

E este é apenas o primeiro argumento a favor do milho durante a amamentação.

Em seguida, vitaminas. O milho é rico em vitaminas de grupos raros - é K, R, C, D, E, e também é um depósito de minerais e oligoelementos que têm um efeito benéfico no funcionamento do sistema circulatório, digestivo e nervoso da mãe e da criança.

Além disso, deve-se notar que o cereal não contém glúten, o que significa que não causará alergia ao bebê.

De todos os itens acima, a conclusão é óbvia, você pode comer milho durante a amamentação. Outra questão, de que forma e em que quantidade.

Milho enlatado e cozido durante a amamentação

A partir de dois a três meses, a nova mãe pode incluir milho cozido em sua dieta. É melhor começar com uma pequena quantidade consumida pela manhã. Mas mesmo que a reação negativa do corpo da criança não tenha sido seguida para chegar a extremos, não vale a pena. 2-3 espigas de milho jovem doce por semana - você pode comer jovem mãe com a amamentação sem medo para a saúde e bem-estar da criança.

Se depois de comer o cereal em forma cozida o bebê começou a cólica, então com a introdução deste produto é melhor esperar.

Na estação fria, o mingau de milho será uma alternativa ao milho cozido, embora não tão delicioso. É hipoalergênico e não contém glúten, a propósito deste mingau de seis meses pode ser introduzido para o bebê na atração. Uma mãe pode diversificar seu cardápio com este cereal quase imediatamente após o nascimento.

Um monte de disputas e dúvidas surgem sobre o tema, se o milho em lata para a amamentação. As opiniões neste caso são polares e bem fundamentadas.

Muitos especialistas no campo da pediatria e lactação estão confiantes de que o produto enlatado é mais útil do que cozido. Promove a produção de prolactina, correspondentemente aumenta a quantidade de leite materno. Deste ponto de vista, é aconselhável que as mulheres que amamentam adicionem grãos de milho enlatados a vários pratos, por exemplo, pode milho quando amamentaem saladas de legumes frescos, sopas e segundo pratos.

Outros, pelo contrário, estão convencidos de que o milho enlatado quando a lactação é perigosa para a saúde do bebê. Como muitos fabricantes inescrupulosos adicionam conservantes, intensificadores de sabor e outros aditivos prejudiciais à estrutura, que podem danificar seriamente um corpo pequeno e frágil. Além disso, eles proíbem categoricamente as mães de comer milho, que é vendido em latas. Uma vez que este último pode conter extremamente prejudicial e perigoso para a saúde da criança substância bisfenol A.

Written by

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

40 − = 37