Desnutrição durante a gravidez 32 semanasUma criança no ventre da mãe está sempre em líquido amniótico, que é conhecido no povo como "água". Ele é único em sua composição, e desempenha um papel extremamente importante, tanto para o curso normal da gravidez, e para o desenvolvimento do bebê: em particular, para protegê-lo de lesões, ajuda a mover ativamente na posição correta no útero para o parto, etc.

Com o aumento do tempo, a quantidade de água também aumenta constantemente; o terceiro trimestre, já de 800-1500 é Este fluido tem uma propriedade atualizado em três dias, trabalhando constantemente suas paredes da bexiga de membranas e placenta em si.

Mas muitas vezes acontece que o último ultrassom programado em uma futura mãe é diagnosticado com hipoidrato - uma quantidade insuficiente desse líquido. Vamos descobrir o que pode ser causado por tal situação e a que consequências isso pode levar.

Causas do hipoclorismo na gravidez

Os médicos dizem que um baixo nível de líquido amniótico pode ser causado por uma das seguintes razões:

  • gestose tardia;
  • insuficiência fetoplacentária;
  • doença hipertensiva em futura mãe;
  • violações no sistema endócrino das mulheres;
  • Doenças inflamatórias infecciosas, incl. infecções crônicas e sexualmente transmissíveis. Essas doenças podem passar da mãe e infectar as membranas, o que ajuda a reduzir a produção de líquido amniótico.

Além disso, a escassez de água durante a gravidez com 32 semanas e mais tarde pode ter um impacto direto e outros fatores e está vazando líquido amniótico, e anormalidades no desenvolvimento das membranas fetais, e em uma data posterior - mesmo o chamado verdadeiro perenashivanie.

O que é perigoso para o hipoclorismo na gravidez?

Diagnosticando hipochondriasis em mulheres grávidas na semana 32, os doutores no ultrassom normalmente observam quanto se exprime. Para isso, utiliza-se o índice do líquido amniótico (para sua designação é utilizada a abreviatura IAD). Se este valor for inferior a 2 cm, é uma questão de ácido málico expresso. De 2 a 5 cm - este é um edema moderado - um diagnóstico que ocorre com mais frequência. A quantidade normal de água tem um índice de 5 a 8.

Da falta de água, a criança e a mãe sofrem. As paredes da bolha amniótico mais de perto pressionado contra a criança, e se em 32 semanas não é tão crítica, em seguida, um mês depois eles podem ser tão firmemente em contacto com a pele as migalhas que por vezes crescem junto com ele. Repleta de oligodrâmnio e desordens do desenvolvimento intra-uterino, tais como curvatura da coluna vertebral, o pé torto.

Outros perigos incluem a fraca atividade laboral e a fraca abertura do pescoço, uma vez que uma das funções da água é a estimulação natural do trabalho de parto. Uma mulher experimentará contrações dolorosas, mas ineficazes.

polihidrâmnio expressas podem levar à formação de ligamentos simonartovyh - a pele e a fusão de membranas, o que por sua vez afecta o fluxo de sangue do cordão umbilical e pode causar hipoxia, e até mesmo a morte fetal. Portanto, a tarefa dos médicos é impedir tal estado e intervir no tempo neste perigoso processo.

O que é perigoso para o hipoclorismo na gravidez?Como tratar o hipoclorismo na gravidez?

O tratamento da hipocondria durante a gravidez na semana 32 será diferente, dependendo de suas causas. Então, se uma mulher tem um líquido amniótico com vazamento, ela deve definitivamente dar um cotonete na água, e o resultado desse teste mostrará quais outras ações devem ser tomadas.

Com infecção intra-uterina, os complexos vitamínicos são usados ​​em conjunto com a terapia antiviral. O monitoramento permanente da PIA e o monitoramento da mulher e do feto são obrigatórios.

O tratamento é geralmente realizado no departamento hospitalar da patologia de mulheres grávidas.

Written by

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

23 − 20 =