características da estrutura do útero

A estrutura interna do útero é caracterizada por características da idade. Assim, durante a puberdade, o útero aumenta de comprimento e largura. Por conseguinte, o peso do órgão também aumenta. Isso estabelece a posição correta do útero – incline-se e dobre-se anteriormente.

Também durante este período há um aumento no número de glândulas uterinas e a espessura da parede. Com a idade, ocorre um desenvolvimento reverso gradual do órgão. Uma característica da estrutura do útero nesse período é uma diminuição em seu tamanho. Além disso, há uma diminuição na elasticidade do aparelho ligamentar. E, como você sabe, executa a função de manter o útero.

Estrutura das paredes do útero

A estrutura interna do útero é uma cavidade e uma parede espessa. A cavidade uterina se assemelha a uma forma triangular. A parte superior é direcionada para baixo e passa para o canal cervical. Nos cantos superiores da cavidade em ambos os lados abre o lúmen das trompas de Falópio. Uma peculiaridade da estrutura das paredes do útero é que três camadas são distinguidas nele:

  1. Perimetria É uma camada superficial, que é representada por uma parte do peritônio.
  2. Miométrio – a camada média representada pelas fibras musculares. Esta é a espessura mais significativa da parede. Por sua vez, é dividido em três partes, que são representadas por células musculares multidirecionais. É essa camada que forma a maior parte do órgão.
  3. Endométrio ou mucosa, alinhando a cavidade uterina. Ele também participa da formação da placenta durante a gravidez. Distingue a parte basal e funcional. Durante a menstruação, há uma rejeição da parte funcional. E a parte basal serve como fonte de regeneração de novas células da membrana mucosa. Deve notar-se que a glândula uterina é abundantemente localizada na membrana mucosa.

Na estrutura anatômica do útero, várias partes são distinguidas. Estes são:

  • fundo – a parte superior, localizada acima dos locais das trompas de falópio;
  • o corpo que forma a maior parte do órgão;
  • pescoço – parte inferior.

Anomalias na estrutura do útero

Anomalias na estrutura do útero ocorrem no caso de efeitos adversos de certos fatores durante o desenvolvimento fetal. Pode ser:

  • fatores ambientais;
  • nutrição desequilibrada;
  • tomar certos medicamentos;
  • distúrbios hormonais;
  • riscos ocupacionais;
  • infecção.

Os fatores acima interrompem os processos de divisão celular e causam várias características negativas da estrutura do útero e distúrbios estruturais. Alguns deles não podem afetar a função reprodutiva. E outros, pelo contrário, excluem completamente a possibilidade de procriação. A seguir, as anomalias mais comuns da estrutura uterina:

  1. Hipoplasia é uma diminuição no tamanho do útero.
  2. Útero com dois chifres – enquanto o útero na parte superior é dividido.
  3. O útero do unicórnio, na verdade, parece metade do útero normal.
  4. O útero do útero é a divisão do útero. Como resultado, o útero assume a forma de uma sela.
  5. Útero com septo completo ou incompleto.
  6. Duplicação do útero, muitas vezes combinada com a duplicação da vagina. estrutura anatômica do útero
  7. A atresia é uma condição quando a cavidade uterina está coberta, ou seja, não há cavidade completamente.
  8. Aplasia é a ausência do útero.

Útero e gravidez

Mudar a estrutura do útero grávido, em primeiro lugar, é aumentar o tamanho. Isso se deve ao aumento das células musculares no volume e aumentar sua elasticidade e extensibilidade. À medida que a gravidez progride, a transformação da sua forma de forma esférica para esférica é claramente visível. Após o nascimento, o útero diminui gradualmente, adquirindo seu tamanho anterior.

Written by

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

42 − 32 =

características da estrutura do útero

A estrutura interna do útero é caracterizada por características da idade. Assim, durante a puberdade, o útero aumenta de comprimento e largura. Por conseguinte, o peso do órgão também aumenta. Isso estabelece a posição correta do útero – incline-se e dobre-se anteriormente.

Também durante este período há um aumento no número de glândulas uterinas e a espessura da parede. Com a idade, ocorre um desenvolvimento reverso gradual do órgão. Uma característica da estrutura do útero nesse período é uma diminuição em seu tamanho. Além disso, há uma diminuição na elasticidade do aparelho ligamentar. E, como você sabe, executa a função de manter o útero.

Estrutura das paredes do útero

A estrutura interna do útero é uma cavidade e uma parede espessa. A cavidade uterina se assemelha a uma forma triangular. A parte superior é direcionada para baixo e passa para o canal cervical. Nos cantos superiores da cavidade em ambos os lados abre o lúmen das trompas de Falópio. Uma peculiaridade da estrutura das paredes do útero é que três camadas são distinguidas nele:

  1. Perimetria É uma camada superficial, que é representada por uma parte do peritônio.
  2. Miométrio – a camada média representada pelas fibras musculares. Esta é a espessura mais significativa da parede. Por sua vez, é dividido em três partes, que são representadas por células musculares multidirecionais. É essa camada que forma a maior parte do órgão.
  3. Endométrio ou mucosa, alinhando a cavidade uterina. Ele também participa da formação da placenta durante a gravidez. Distingue a parte basal e funcional. Durante a menstruação, há uma rejeição da parte funcional. E a parte basal serve como fonte de regeneração de novas células da membrana mucosa. Deve notar-se que a glândula uterina é abundantemente localizada na membrana mucosa.

Na estrutura anatômica do útero, várias partes são distinguidas. Estes são:

  • fundo – a parte superior, localizada acima dos locais das trompas de falópio;
  • o corpo que forma a maior parte do órgão;
  • pescoço – parte inferior.

Anomalias na estrutura do útero

Anomalias na estrutura do útero ocorrem no caso de efeitos adversos de certos fatores durante o desenvolvimento fetal. Pode ser:

  • fatores ambientais;
  • nutrição desequilibrada;
  • tomar certos medicamentos;
  • distúrbios hormonais;
  • riscos ocupacionais;
  • infecção.

Os fatores acima interrompem os processos de divisão celular e causam várias características negativas da estrutura do útero e distúrbios estruturais. Alguns deles não podem afetar a função reprodutiva. E outros, pelo contrário, excluem completamente a possibilidade de procriação. A seguir, as anomalias mais comuns da estrutura uterina:

  1. Hipoplasia é uma diminuição no tamanho do útero.
  2. Útero com dois chifres – enquanto o útero na parte superior é dividido.
  3. O útero do unicórnio, na verdade, parece metade do útero normal.
  4. O útero do útero é a divisão do útero. Como resultado, o útero assume a forma de uma sela.
  5. Útero com septo completo ou incompleto.
  6. Duplicação do útero, muitas vezes combinada com a duplicação da vagina. estrutura anatômica do útero
  7. A atresia é uma condição quando a cavidade uterina está coberta, ou seja, não há cavidade completamente.
  8. Aplasia é a ausência do útero.

Útero e gravidez

Mudar a estrutura do útero grávido, em primeiro lugar, é aumentar o tamanho. Isso se deve ao aumento das células musculares no volume e aumentar sua elasticidade e extensibilidade. À medida que a gravidez progride, a transformação da sua forma de forma esférica para esférica é claramente visível. Após o nascimento, o útero diminui gradualmente, adquirindo seu tamanho anterior.

Written by

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

76 − = 66